Resumo Internacional: World Team Event

WORLD TEAM EVENT

Mundial de Equipes masculinas/99


TSN - Quanto ao Mundial de equipes, o que lhe chamou mais a atenção e quais foram os destaques do evento ?

Tariq - O Mundial de Equipes é a "Copa do Mundo" do squash. Realizado a cada 2 anos, em conjunto com o World Open, joga-se para ver qual é o país campeão do mundo no squash. Este ano o evento se realizou na cidade do Cairo, Egito, logo após o World Open nas pirâmides, contando com a participação de 29 países ( dos quais o Brasil não esteve presente !? ). Os resultados foram surpreendentes porque tivemos 2 países finalistas inéditos: Egito e País de Gales. O Egito se consagrou Campeão Mundial pela primeira vez, ganhando por 3 x 0 com uma equipe de jogadores abaixo de 23 anos. Egito é um país exemplar que 10 anos atrás não existia no squash e com um trabalho juvenil foi crescendo com muita honestidade, esforço, profissionalismo e, principalmente, um plano para ser o país nº1 de squash e conseguiram. Este ano, a equipe juvenil feminina do Egito também foi campeã mundial pela 1ª vez, seguindo o caminho das equipes masculinas juvenis. Os campeões individuais juvenis Ong Beng Hee (masc.) e Nicol David (fem.) são da Malásia e também são campeões inéditos, vindos de um país que há 5 anos atrás também não existia no squash.

TSN - Além de Squash, o que mais você viu no Egito?

Tariq - No Mundial por Equipes, além dos jogos, existem cursos, simpósios, palestras sobre tudo que está acontecendo no esporte. Pude me reunir com as pessoas mais importantes de squash no mundo e acompanhar tudo o que está se fazendo para o esporte. Queria aproveitar para passar adiante a decepção total e a preocupação da WSF ( Federação Mundial de Squash ) com o Brasil por não ter pago a filiação à WSF e por não ter participado em nenhum mundial nos últimos 2 anos. A ausência da equipe brasileira no Egito foi uma vergonha, porque com Roni e Rafael, e vários outros jovens jogadores pela 1ª vez depois de muitos anos, o país teria uma equipe competitiva.

TSN - Por que isso aconteceu?

Tariq - Isso demonstra uma falta de competência, planejamento, de prioridades e de patriotismo da atual Confederação Brasileira de Squash (CBS). Mais vergonhoso ainda, ao contrário de tudo que está acontecendo no mundo, mandaram equipe para os Jogos Panamericanos sem seletiva nenhuma (nem para jogadores, treinadores e árbitros!), equipe esta em sua maioria com

anterior.gif (1826 bytes)
proxima.gif (1830 bytes)