Torneios: "Super Series" – Campeão do Ano / 99

"Super Series"

Campeão do Ano / 99


O Circuito Wilson Charlex Tariq Squash fechou seu primeiro ano em grande estilo com a realização do evento "Campeão do Ano – Super Series", reunindo os oito melhores squashistas profissionais do Brasil. O torneio foi realizado entre os dias 17 e 19 de dezembro na sede oficial do Circuito, a Academia Tariq Squash Fitness, a 19ª etapa de 1999. Ronivaldo Conceição, Bi-Campeão Brasilieiro 97/98 e medalha de bronze individual nos Jogos Panamericanos/99 sagrou-se "Campeão do Ano" do maior Circuito da América Latina, Com R$ 100.000,00 de premiação no total, derrotou na final Rafael Alarcon, atual Campeão Brasileiro, por 3 X 1. O evento também apontou os melhores amadores do ano, ficando o título da 1ª classe com Fábio Gadel 3 X 2 Vágner Braga e o da 2ª classe com Fábio Iacoponi 3 X 0 Fábio Murtino.

A chave profissional foi feita num formato inédito por aqui, seguindo o "Super Séries" da PSA ( Associação de Squashistas Profissionais ) com 2 chaves de 4 jogadores, jogando entre si por 2 vagas nas semi-finais. O evento teve 5 jogadores pré-qualificados e realizou-se um qualyfing com 8 jogadores em busca de 3 vagas deixadas por jogadores Top 8 ausentes por motivo de contusão. O grupo A teve Ronivaldo Conceição, Arnaldo Lima, Alexandre Rodrigues e Jaime Xavier. O grupo B contou com Rafael Alarcon, Júlio Caseiro, Carlos Galvão e Alex Dornellas. Os amadores também tiveram esse formato, o que permite jogar um mínimo de três jogos para cada um, elevando assim os níveis técnicos e físico e com maior dinamismo e interesse para o público.

A fase classificatória foi marcada por jogos emocionantes, disputadíssimos e surpreenden-tes. Dos 10 jogos, 4 foram para o quinto game, destacando a primeira vitória de Carlos

Galvão sobre Júlio Caseiro, num jogo de 1 h e 20 m. Todos os games empataram em 14 X 14, sendo que Galvão estava 2 games abaixo e teve 2 "match balls" contra no 4º game, mas virou o jogo fechando o 5º game em 15 X 14 (ele mesmo pedira 154). Apesar da derrota, Júlio se recuperou virando o jogo seguinte, que perdia por 2 X 0, contra Alex Dornellas. Mesmo com as apertadas vitórias, Galvão e Júlio não passaram para as semi-finais, ficando as vagas para Rafael e Alex. No outro grupo, Roni passou fácil e deixou a Segunda vaga para o confronto direto entre Alexandre e Jaime, este que levou a melhor por 3 X 2.

Nas semifinais, nenhuma surpresa. Roni e Rafael venceram por 3 X 0 e avançaram para mais um confronto desses que foram os principais squashistas de 1999. Na disputa pelo 3º lugar, vitória de Jaiminho por 3 X 0 sobre Alex, vale destacar que ambos vieram do Qualy! A final tão esperada despertou a atenção e os nervos do excelente público presente. Quem seria o grade campeão do Circuito ? As estatísticas falaram mais alto...Roni venceu sua 11ª etapa (sendo 10 nacionais e 1 internacional) e comprovou sua performance incrível nesse ano tão importante para o squash nacional, lembrando que Roni termina o ano em 64º do mundo...

Para o ano 2000, o coordenador do Circuito, Tariq Kamal, pretende seguir essa fórmula de torneio, criando assim uma "peneira" entre os profissionais, dando dinheiro e espaço apenas àqueles que realmente treinarem e merecerem estar entre os 8 melhores do momento, esse grupo de elite vai ter que se esforçar para juntos melhorarmos o nível do squash brasileiro, já que a idéia é ter vários brasileiros entre os 50 do mundo. É preciso nivelarmos para cima o squash daqui e essa é a idéia do formato "Super Series / Top", explica Tariq Kamal.É preciso nivelarmos para cima o squash daqui

anterior.gif (1826 bytes)
proxima.gif (1830 bytes)